Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Nothing

"I am different ... Equal to the rest of the world."

14
Nov17

Novas aventuras.

Experienciar coisas novas é um dos meus nomes do meio este ano. O início de 2017 ofereceu-me a oportunidade de viver a cidade de Amesterdão. O que me deu o último trimestre deste ano? O meu aniversário. As minhas prendas foram mimosas e tão grandiosas ao meu coração que senti ter ganho tudo. Entre Disney - yey! - e muitos tantos mimos - muito mais disney (yeyyy!) - surgiu o brinde de uma nova viagem. Este post surge dentro do aeroporto, a voz mecânica anuncia voos e as pessoas reclamam por as bagagens irem para o porão. Os balões estão a erguer a minha casa e assim se inica mais uma aventura. Marselha: aqui vou eu!

12
Nov17

Não me sai da cabeça...

Este post é um até já. Tenho tantas palavras à solta na minha cabeça, tanta vontade de teclar e de lhes dar alma que o meu coração amolece com pena pela falta de tempo e de frustração pelo problema do meu computador ainda não estar resolvido. Hoje tenho um molho de coisas para fazer, mas, hoje, ainda espero voltar a dizer olá à minha miss.

24
Out17

Hoje só oiço pó perlimpimpim.

Não estou a brincar. A confusão do quotidiano das pessoas são pózinhos de perlimpimpim. Os carros apitam e eu oiço pózinhos de perlimpimpim. Os vizinham gritam, insultam-se e começam o dia mal dispostos e eu só oiço pózinhos de perlimpimpim. O sol está demasiado quente mas o seu toque é uma caricia de pózinhos de perlimpimpim. O dia começou com o pé direito. Adoro como já fui abordada por tantas pessoas e na grande maioria das abordagens há uma coisa em comum: pózinhos de perlimpimpim. Não me sinto nada mais crescida e ainda nem um pouco envelhecida. Parabéns a mim.

782de8b4c5baa393b2fd0b80ba7fc18b.jpg

18
Out17

Isto que estou a sentir é frio?

FINALMENTEEEEEE! Já não aguentava mais as temperaturas elevadas. Eu precisava disto. Precisava do frio a acompanhar a quedas das folhas secas, o regresso aos casacos, as mangas compridas, o regresso da chuva que nos últimos dois dias tem pintado o meu carro. Ainda não tive um encontro de quinto grau com a queda torrencial, mas o cheiro que sinto na rua, quando saio da empresa já de madrugada, aviva-me a memória sobre um motivos por que gosto tanto do Outono. Hoje? Quando sair para ir ajudar pessoas? Vou de casaco vestido. Que saudades...

13
Out17

O livro ainda não terminou...

Sinto que nas últimas vezes que dei o ar da minha graça em meu território foi para me justificar relativamente há minha ausência: coisas que se entrepunham entre os afazeres, o pouco tempo que tenho disponível e nas 48h em que estou livre do labor mal paro em casa. Há uns tempos cheguei a afirmar como estava a custar-me conseguir arranjar tempo para fazer tudo aquilo que gosto e quero: nada mudou entretanto.

Nunca estive tanto tempo afastada da minha miss, excepto, ok, as alturas em que dava por mim sem internet: desta vez não foi o caso. Percebi só há pouco que estive sem colocar os pés no meu território há mais de um mês. O espanto que senti foi real. Andei e ando feita barata tonta há mais de um mês. Saídas, preparativos para casamentos (que já ocorreram)…a Bê a chegar tarde a casa, a Bê a acordar tarde e a sair mais cedo de casa para ir ajudar pessoas porque horas a mais são necessárias. A Bê a trocar folgas, a Bê a querer respirar, a Bê a precisar, a querer e a não querer, fazer nada…só voltas e reviravoltas. E a cereja no topo do bolo: o meu computador deixou de me permitir o acesso à internet e, por isso, precisa de ser formatado. Como isso ainda não aconteceu não tenho vagueado pela internet tanto quanto o habitual.

Não gosto de me sentir na obrigação de vir para a internet fazer posts sobre experiências por que passo, no entanto, estaria a mentir se dissesse que não sinto falta de deixar os meus registos na minha miss e percebi-o quando abri a minha conta no computador de uma das minhas irmãs e comecei a dar uma vista de olhos em muita coisa com que estava em falta. Até de fazer posts simples: posts com pouco conteúdo mas que me fazem sentido, como afirmar que quero comer bolachas de chocolate mas que estou em regime porque quer evitar borbulhas. A minha miss continua viva, a esfregar as mãos pela ânsia de conteúdo com que eu gosto de a encher. Sentia falta disto…

Mais sobre mim

Mensagens

E-mail