Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Nothing

"I am different ... Equal to the rest of the world."

19
Jan16

Fechei o(s) livro(s) de 2015, comecei o(s) de 2016.

Estou a fazer, F I N A L M E N T E, este post. A ideia era fazê-lo ainda no início do mês para meio completar o melhor de 2015, mas a coisa mostrou-se impossível com trabalhos por fazer, trabalhos por entregar e conversas com professores e leituras-leituras-leituras. Contudo, faço-o agora e nada fica perdido. Em 2015 li muito mais que em 2014. Ainda no início do ano eu arranjei uma data de livros, dos que se costumam vender nas papelarias em formato de bolso, e andei entretida: notou-se pela quantidade: 91 livros. Eu nem acredito que li quase 100 livros o ano passado.

 

  1. Entre o Agora e o Sempre - J. A. Redmerski
  2. O regresso de Rafe MacKade - Nora Roberts
  3. O orgulho de Jared MacKade - Nora Roberts
  4. O coração de Devin MacKade - Nora Roberts
  5. A queda de Shane MacKade - Nora Roberts
  6. O Rei - J. R. Ward
  7. Uma ama na família - Catherine Spencer
  8. A noiva de outro - Cathie Linz
  9. Vamos Surfar - Carol Lynne *
  10. À espera do bebé do Cowboy - Charlene Sands
  11. Secretária e Amante - Chantelle Shaw
  12. Sonhando - Charlotte Lamb
  13. Amor no quarto - Carol Marinelli
  14. Perigo para dois corações - Carol Marinelli
  15. Sonhos tornados realidade - Nora Roberts
  16. Encanto sedutor- Carol Marinelli
  17. Uma Luz na tempestade - Nora Roberts
  18. Um herói em Nova Iorque - Nora Roberts
  19. Doce Cobertura - Carol Lynne *
  20. Passeio Áspero - Carol Lynne *
  21. Terapia Física - Carol Lynne *
  22. Só Diversão e Nenhum Trabalho - Carol Lynne *
  23. Finale - Becca Fitzpatrick
  24. Noivo por encomenda - Peggy Daniels
  25. Atraída - Sylvia Day
  26. A busca do amor - Nora Roberts
  27. Levado pelo Mar - Nora Roberts
  28. Imagem Dupla - Nora Roberts
  29. Uma vida ao teu lado - Susan Meier
  30. Tudo o que ele quer (Domada pelo bilionário: livros 1-5) - Sara Fawkes
  31. O toque de Damon - Dianne Hartsock *
  32. Atracção sem limites - Nora Roberts
  33. Tudo o que ele quer (Náufrago) - Sara Fawkes
  34. Tudo o que ele quer (Náufrago - parte 2) - Sara Fawkes
  35. Tudo o que ele quer (Náufrago - parte 3) - Sara Fawkes
  36. Então é amor - Scarlet Blackwell *
  37. O segredo de William - Carolina Devell *
  38. Longe de tudo - Nora Roberts
  39. Tudo o que ele quer (Náufrago - parte 4) - Sara Fawkes
  40. Negociando para o bebé - Robyn Grady
  41. Pecado - Sylvia Day
  42. A noiva do guerreiro do deserto - Sarah Morgan
  43. Cattle Valley Mistletoe - Carol Lynne *
  44. Fora das Sombras - Carol Lynne *
  45. Enlaçados - Emma Chase
  46. A mulher de Sullivan - Nora Roberts
  47. Marés Altas - Nora Roberts
  48. Mais forte que o desejo - Cheryl Holt
  49. Vou Amar-te para Sempre - Monica Murphy
  50. Uma mudança inesperada - Robyn Grady
  51. Não te conto o meu segredo - Samantha Young
  52. Castle Hill - Samantha Young
  53. Fanny Hill - John Cleland
  54. Um Negócio Arriscado - Nora Roberts
  55. O Apelo da Lua - Patricia Briggs
  56. O Sabor da Tentação - Elizabeth Hoyt
  57. Vertigem da Paixão - Elizabeth Hoyt
  58. Hora do Feitiço - Nora Roberts
  59. Amando Lucas - Lisa Marie Davis *
  60. Cowboy bad boy - Carol Lynne *
  61. Para Sempre - Nora Roberts
  62. Um amor para sempre - Nora Roberts
  63. Sedução Irresistível - Elizabeth Hoyt
  64. O Êxtase de Gabriel - Sylvain Reynard
  65. Irresistível - Jessica Bird
  66. Emprego de Sonho, Chefe Escaldante - Robyn Grady
  67. Íntimo e Perigoso - Linda Howard
  68. A Redenção de Gabriel - Sylvain Reynard
  69. O Hobbit - J. R. R. Tolkien
  70. Do Céu, com Amor - Michelle Holman
  71. Casamento por Conveniência - Jennifer Probst
  72. Pede-me o que quiseres - Megan Maxwell
  73. Pede-me o que quiseres, agora e sempre - Megan Maxwell
  74. Pede-me o que quiseres, ou deixa-me - Megan maxwell
  75. Tesouros Escondidos - Nora Roberts
  76. Uma voz na noite - Sandra Brown
  77. Amor Cruel - Colleen Hoover
  78. Grey - E L James
  79. Aviso de tempestade - Nora Roberts
  80. Esc@ndalo - Therese Fowler
  81. Na cama com o chefe - Maggie Cox
  82. Vivendo com o Adam - Anne Mather
  83. A imagem do amor - Nora Roberts
  84. Passados turbulentos - Maggie Cox
  85. Beijo das Sombras - Laurell K. Hamilton
  86. Sonhos de Papel - Ruta Sepetys
  87. Losing It - Cora Carmack
  88. Keeping Her - Cora Carmack
  89. Afterburn/Aftershock - Sylvia Day
  90. Faking It - Cora Carmack
  91. Finding It - Cora Carmack

 

(Desta vez, fiz uma lista mais organizada: andei a apontar as alturas em que li e para o post assinalei a diversidade por cores: cada uma corresponde a um mês: o azul real a corresponder a Janeiro, o laranja a Fevereiro, etc.) No geral, 2015 foi recheado de leituras razoáveis. Deparei-me com vários livros cujas leituras não fiz com grandes expectativas, foram o que vou chamar de "histórias de zona de conforto": enredos que não têm nada de arrebatador mas que serviram para o propósito: entreter. Fevereiro e Abril foram, sem dúvida, os meses em que me desgracei, livro atrás de livro!

Podem encontrar na lista livros marcados com um pequeno asterisco. Esses correspondem aos livros cujas relações amorosas se dão entre pessoas do mesmo sexo. 2015 não foi uma estreia neste ponto; em 2014 li o "Na sombra da Paixão" (Irmandade da Adaga Negra) da J. R. Ward, mas em quantidade, '15 ficou a ganhar: li 12 livros do tipo, vários deles por fazerem parte de uma série (sem fim). Apreciei os da Carol Lynne que, ainda que me tenha presenteado com histórias de zona de conforto, me apresentou a histórias de vida que nem sempre são exploradas e conseguiu fazê-lo de uma forma agradável. Quero salientar nesta lista o "Então é amor" da Scarlet Blackwell por ter sido um dos livros do tipo, que li o ano passado, que mais gostei; talvez por o enredo decorrer numa prisão.

Também encalhei com alguns livros fraquinhos, mas o pior de todos? De toda a lista? De todos os tempos? "O toque de Damon". Uma tristeza autêntica. Foi daquele tipo de livros que é uma desilusão tão grande que ficamos trombudos e chateados com meio mundo pela perda de tempo. É sem dúvida uma recomendação para uma não leitura.

Deixei a bold os livros que me deitaram por terra, que me levaram a sentir um caco após a sua leitura: os que levaram classificação máxima porque menos era um potencial insulto. Comecei o ano em grande com J. A. Redmerski e foi por causa dela que li tão pouco nesse mês. O seu livro deixou-me de tal maneira que demorei para me sentir pronta a largar o caos emocional em que me encontrava para me agarrar a outra história. A mesma ressaca literária aconteceu com "O Rei" da Ward, o "Enlaçados" da Emma Chase - (eu que pensava que nenhum desta série iria chegar aos calcanhares do primeiro, engoli o que pensava quando levei com este) -, o "Não te conto o meu segredo" da Samantha Young, o "Amor Cruel" da Colleen Hoover - (tive, de facto, uma senhora ressaca literária com este livro. E comprova-se: é um livro cheio de emoções fortes: de sentir borboletas na barriga e o coração apertado ao ponto de implorar por alívio. Muito bom!) - e sem deixar Nora Roberts de parte, claro. Li imensos livros dela, não fosse a Nora uma das minhas escritoras preferidas. Em 2015 ela começou a mexer comigo desde logo; após a minha recuperação com o "Entre o Agora e o Sempre" entreguei a minha alma abalada à saga dos MacKade que me apresentou personagens fantásticos que fizeram valer as expectativas que tenho sempre elevadas para trabalhos feitos pela Nora. E fora o terceiro livro desta saga, ela ainda me arrumou com o "Imagem Dupla" por conter pedaços de mim.

Não posso deixar de mencionar outros grandes livros que merecem o devido destaque, quer pela sua simplicidade, quer pela originalidade, a história de amor, etc., alguns até mencionados por mim aqui na miss ao longo do ano, como foi o caso de "Um herói em Nova Iorque" e o "Casamento por Conveniência". O "Sonhos tornados realidade" da Nora também foi um livro que não consigo deixar de parte, (e pensar que eu não o queria...). A história não foi nada de especial: duas pessoas conhecem-se, vão saindo, gostam-se e ficam juntos. Mas fui aliciada pelo por um deles trabalhar num parque de diversões. E bastou-me ler o primeiro capítulo para me sentir atraída pela simplicidade da história. O "Pecado" da Sylvia Day foi uma lufada de ar inesperada. Acho que foi um daqueles casos em que peguei e comprei por ser da Sylvia Day e não pela história em si porque, na verdade, não me lembro de ter lido a sinopse sequer. Quando comecei a ler fui avançando incentivada por ter sido escrito pela Sylvia, mais uma vez. Percebi que era uma história que não se passava na actualidade, que metia a formalidade característica das épocas antigas ao barulho e cheguei a torcer o nariz. Já li livros do tipo e o que tinham de giro tinham, igualmente, de cansativo. Mas a Sylvia surpreendeu-me. Vi-me envolta na história e a querer mais e mais e quando dei por mim já tinha terminado e eu sedenta por mais livros do tipo, escritos pela Sylvia. Fora este "Pecado" também li o "Mais forte que o desejo" da Cheryl Holt; foi o primeiro contacto que tive com esta escritora e fui avisada pela Smartie de que o livro era bom e valia a pena, quando ela o leu. Ela tinha razão. Gostei mesmo muito e fiquei desejosa por mais livros da Cheryl. E Elizabeth Hoyt. Não me posso esquecer nem deixar de parte a Elizabeth Hoyt cujos livros me encheram o coração, principalmente o "Sedução Irresistível". Os livros tratam a história de sobreviventes de uma guerra e a luta destes pelo seu final feliz. Ainda tenho o último livro desta saga para ler; faço-o, com certeza, durante este ano.

Em 2015 deixei para trás a saga Hush, Hush com a leitura do último volume da saga - snif -. Também findei a trilogia do Inferno de Gabriel: o último foi sem dúvida a parte da história que mais gostei, em grande parte devido à personagem principal que nos dois primeiros livros me irritava um bocado. Saciei FINALMENTE a minha curiosidade com "O Hobbit" e percebi que Tolkien não é bem a minha onda - (tanta coisa em oposição com os filmes, tanta) -, mas louvo a criatividade do senhor que me ofereceu um dos universos que mais gosto. Não tive grandes desilusões, mas deparei-me com livros que não saíram exactamente como eu tinha esperado: "O apelo da Lua" e "Sonhos de Papel", este a entrar igualmente na lista de leituras que me deixaram fora de mim, juntamente com o "Esc@ndalo". Andava curiosa, também, quanto aos livros da Megan Maxwell e peguei numa trilogia sua para matar o interesse. Li a trilogia Pede-me o que quiseres e até que foi uma experiência agradável. Muito-muito detalhada, experiências badalhocas a torto e a direito, (desta vez, o sinal +18 está bem marcado), mas agradável. Eu adoro encalhar com discussões sérias (a.k.a, que duram e cujos motivos não são, estilo, olhar para o rabo de outra mulher) e a Megan Maxwell conseguiu prender-me, realmente interessada na história e nos destinos dos personagens. Li o "Grey" (yey!) e até cheguei a gostar mais do que a versão original, contada por ela. Não choquei com o seu POV pois era exactamente aquilo que eu esperava e ajudou-me a satisfazer a minha curiosidade quanto a alguns pormenores, tipo: a sua relação com a família e como estes eram aos seus olhos. Ahh! E a recomendar a última saga que eu li, aí indicados a preto, pela Cora Carmack. Começou muito bem com um livro cuja relação principal é entre um professor substituto e uma aluna (mais ou menos isto), o segundo na lista um apêndice do primeiro como continuação, e os dois últimos com os amigos da protagonista do primeiro livro e que eu adorei completamente; histórias diferentes entre si, bonitas e interessantes. Bom-bom, a sério.

Estamos a 19 de Janeiro de 2016 e eu ainda não superei a quantidade de livros que li no ano que passou. Marquei para 2016 o mesmo objectivo a alcançar que tinha estipulado para 2015: 50 livros. Até então? Acho que está a ir bem. Afinal de contas, em Janeiro passado li apenas 3 livros; neste, o mês ainda não acabou e eu terminei hoje o décimo livro do ano.

Ainda tenho 300 e poucos dias pela frente para ler mais 40 livros, mas, para ser honesta, não me imponho qualquer pressão. É andar ao sabor do vento e desfrutar!

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

E-mail