Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Nothing

"I am different ... Equal to the rest of the world."

28
Fev16

Ontem vi...

PicMonkey Collage.jpgPus-me a par da história do Kung Fu Panda. A história nunca me despertou grande fascínio, tal como o Madagascar. São filmes que acho minimamente engraçados mas nada por aí além; não são o tipo de filme que me faz guinchar de felicidade, são mais do tipo que está a dar e eu acabo por ficar a ver porque não está a dar nada mais interessante. Contudo, dei uma oportunidade ao Madagascar 2 e 3 e achei que era injusto não o fazer com a história do Po. Ontem vi o segundo do panda porque a minha mente já andava a tocar o alerta graças ao poster do Kung Fu Panda 3. Os pandinhas pequeninos pareceram-me uma delícia e eu queria saber mais deles, contudo, não o iria fazer sem me inteirar do que aconteceu entre a primeira esta terceira parte da história. Foi melhor do que eu recordava e melhor do que eu esperava, tenho de o dizer. A estupidez do panda fez-me rir e até me remeteu para a maneira de ser do Deadpool com o seu fangirl para com os mestres de Kung Fu. Aliciou-me e animou-me o suficiente para eu ir ver o terceiro, que em breve irá estrear em Portugal. Já com opinião formada: aqui estou a dizer que foi engraçado e que não considerei um desperdício de tempo.Toca em questões que fazem pensar e que, com certeza, não está ao alcance de todas as crianças, mas nada como a passagem do tempo para as fazer entender o que é a identidade pessoal e a importância desta. Foi aprovado. E os pandas são fofos. Ah, antes de ir dormir fui saciar a minha curiosidade em relação a esse último filme que também poderão encontrar com o nome Perfect Mothers. Um contraste completo: animações com animais peritos em Kung Fu para um drama onde duas melhores amigas têm uma relação amorosa, nada secreta, com o filho da outra. Dramático, claro, como é de se esperar.

Mais sobre mim

Mensagens

E-mail