Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Nothing

"I am different ... Equal to the rest of the world."

02
Mar16

"No matter what type of animal you are, change starts with you."

zootopia-movie-poster.jpgOntem fui ver o Zootopia ao cinema. Fui vê-lo ao cinema sem bases nenhumas sobre o que se tratava, apesar da muita publicidade. Estava, no entanto, ciente de ser um mundo onde a palavra 'Homem' não existe. Dei-me ao trabalho de ver algumas opiniões sobre o Zootopia e a minha curiosidade sofreu um upgrade depois de encarar críticas tão positivas, muitas a afirmar que era um dos melhores da Disney e que esta já precisava de um filme assim há muito tempo. Agora que o vi posso dizer que o filme é, de facto, um resultado de mais um bom trabalho da parte da Disney.

Passei mil anos a acreditar que a inovação de que se falava, trazida por Zootopia, estava no facto dos animais agirem como pessoas. Mas mais errada não podia estar, certo? Porque, percebi ontem, não é a primeira vez que se faz um filme onde só existem animais e estes são racionais, usam roupas e agem como os humanos. Percebi que a inovação estava no filme em si, na maneira subtil de tocar em feridas da sociedade, principalmente o preconceito e a diferença de classes, sem descurar dos traços bons, incentivadores: o não desistir dos nossos sonhos e a coragem de sermos o que queremos ser, servindo-se de um caso light (ao cubo) de CSI que instiga a curiosidade pelo mistério, acompanhado pela graça, provocado por pistas e perguntas por responder. Foi todo este conjunto - o mistério, as chamadas de atenção e as mensagens positivas - que fez do filme um trabalho sagaz.

Uma das coisas que mais gostei? [POSSÍVEL SPOILER] O facto de se admitir um passado onde os animais não eram mamíferos dotados de razão mas sim como estes existem nos dias de hoje, guiados pelos seus instintos e necessidades. Isso fez-me gostar mais do filme; além de existir, realmente, uma história a fomentar o filme. A imagem está cada vez melhor. Os planos de fundo e os detalhes, quer em personagens ou no espaço, estão fantásticos.

Estava entusiasmada quanto aos easter eggs e até há poucas horas atrás acreditei que os tinha apanhado a todos por serem muito óbvios. Entretanto pesquisei e percebi que existiam, de facto, umas menções mais escondidas e essas perdi-as...mas nada que voltar a ver o filme não resolva.

Estive o dia inteiro, também, a perguntar-me sobre o que eu tinha gostado mais: o filme, o facto de ser Disney ou se do facto de, numa sessão nocturna, a sala estar ocupada com pouco mais de vinte pessoas e só duas delas serem crianças. Depois percebi que não tinha porque separar as três coisas uma vez que o mais importante aconteceu: eu diverti-me e gostei imenso.

Eu tenho vontade de sorrir quando penso no ponto dos adultos.

Adultos no cinema, à noite, para ver um filme da Disney.

Pessoas nos seus trinta, quarentas e picos - acredito que também vi um casal com mais idade - que decidem ir ver um filme da Disney ao cinema.

Ser adulto e ir ver filmes da Disney no cinema... Yap: sou mesmo eu no futuro.

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

E-mail