Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Nothing

"I am different ... Equal to the rest of the world."

06
Jul16

"Today we celebrate our Independence Day!"

independence_day_resurgence_ver11_xlg.jpgPor acaso, queria ter visto este filme na segunda-feira porque o dia pareceu-me o mais indicado. Ver um filme sobre o 4 de Julho no dia 4 de Julho seria totalmente cliché e um acerto na muche, no entanto, a coisa só se deu ontem. Mas a minha intenção não se viu completamente perdida. Porque dia 4 de Julho fiz as minhas irmãs verem o primeiro Independence Day pela primeira vez e eu juntei-me a elas para rever um filme fantástico. Terça meti-me no cinema para saciar a minha curiosidade em relação a um dos filmes de 2016 por que estava mortinha que saísse.

Depois da minha primeira experiência numa sala 4DX, fiz para que a minha necessidade de ver o Independence Day: Resurgence no cinema se desse numa sessão que me iria envolver ainda mais no filme. A experiência melhorou em relação à minha primeira vez numa sala do tipo. Desta vez, consegui vivenciar todas as sensações que se garantem num 4DX e fui ao rubro. Fiquei tão entranhada no que via que, a determinado momento, cheguei mesmo a gritar e a saltar da cadeira em pânico, crente - imagine-se - de que estava, de facto, a ser tocada por um extraterrestre (ainda preciso de pensar bem em relação a este ponto: como raio me abstraí tanto do real ao ponto de crer que estava a ser tocada nos tornozelos por uma das criaturas do ecrã?!). Fui ver o filme com as minhas irmãs e com a Smartie que nos avisou que as críticas que o filme andava a receber não eram muito positivas. Contudo, o balanço que fiz do que vi foi bastante satisfatório e correspondeu, de facto, às expectativas que eu tinha para ele: um filme de acção fixe, com extraterrestres, que me iria fazer passar um bom tempo: ora, com os requisitos cumpridos, como não ficar bem impressionada?

A continuação do Independence Day apresenta como base a vingança dos extraterrestres pela derrota que presenciamos no primeiro filme, de há 20 anos atrás. A história fez-me sentido: isto, para mim, já fez valer tudo. A melhoria em efeitos especiais em relação ao primeiro filme deixou-me satisfeita o suficiente para passar por cima de algumas inconformidades que até então ainda não consegui compreender bem (tenho, claramente, de ver o filme de novo). Adoro que este novo Independence Day conte com a participação dos mesmos personagens do primeiro filme e adoro igualmente que conte com a participação dos actores que interpretam alguns desses personagens.

Fazendo um balanço deste novo filme com o primeiro não sei dizer qual apreciei mais. Achei uma boa continuação e que o mais correcto é vê-los como uma unidade, ou seja, um só filme mas que se apresenta dividido em duas partes (com vinte anos de intervalo entre elas). Mas...os extraterrestres...ohh, sem dúvida que me satisfizeram muito mais neste segundo que no primeiro. Adorei os grande planos dos aliens e apreciei milhões o facto do tempo de antena disponibilizado às criaturas não ser de dois segundos, afinal de contas o papel destas é tão fundamental como o das vítimas: nós. Estou contente por já ter conseguido ir ver este Independence Day: Resurgence, mais contente ainda por o ter feito em 4DX. Desta vez, abanei por todos os lados, senti alguns cheiros, envolvi-me no fumo, levei com água a torto e a direito. E foi fantástico.

Mais sobre mim

Mensagens

E-mail