Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Nothing

"I am different ... Equal to the rest of the world."

24
Jul16

Mundo real - 1 / Pokémons - 0

O calor infernal deste fim-de-semana quase me obrigou a estar em casa como uma lagarta está para o seu casulo: com tudo fechado de forma a conservar um mínimo de fresco. Contudo, não estou imune ao barulho exterior. Estão uns miúdos na rua. Oiço as suas gargalhadas de êxtase a que pouca importância estava a dar até ouvi um deles a gritar eufórico "ENCONTREI". Encontrou? O que raio encontrou o miúdo? Lembrei-me, então, da febre de agora: Pokémons. Oh-meu-Deus. Eles estão a capturar pokémons na praceta?! Estava tão curiosa que tive de ir ver. É um facto que o jogo obriga as pessoas a meterem os rabos na rua, mas não vai dar quase ao mesmo pelo facto de estarem, à mesma, só de olhos postos num smartphone? Mas eu não digo que não seja fixe. E eu tinha de ver, de qualquer forma, os putos a apanharem pokémons porque há, de facto, qualquer coisa nisso que é fixe.

Fui para a varanda e fiquei a olhar: pontos de interrogação a nascerem e a colarem na minha testa: eu estava a ouvir os miúdos, mas vê-los está quieto. Onde raio estavam eles? Olhei em direcção a umas árvores e foi aí que os encontrei. Vi três rapazes na relva, por entre a folhagem de duas árvores. O meu primeiro pensamento foi que eu tinha razão: estavam mesmo a apanhar pokémons. As pessoas já os andam a apanhá-los em centros comerciais, dentro de elevadores, porque raio não haveria de fazer sentido ali? Depois, arregalei os olhos ao perceber que não estavam com telemóveis e a busca deles era outra. Aquelas são árvores frutíferas e o que eles estavam a fazer era a apanhar e a comer os frutos. Oh-meu-Deus. Ainda existem miúdos assim nas cidades? Que deixam as tecnologias de parte e vão para a rua comer frutas das árvores, indiferentes ao calor infernal? Isto é tão fantástico. Raro. Fantástico. Raro. Mais fantástico ainda. Porque é bom ver que nem todas as pessoas são viciadas nas tecnologias. Mas...quanto mais reflito no assunto, mais penso que, vai na volta, aquilo não passa de um castigo: "porque fizeram x, vocês vão para a rua e não há pokémon go para ninguém". Então, se não há Pikachus, que haja fruta.

Mais sobre mim

Mensagens

E-mail