Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Nothing

"I am different ... Equal to the rest of the world."

31
Dez16

O melhor de 2016.

Cheguei ao último post do ano! O último dos três para os três últimos dias do ano e ainda não acredito que cumpri os meus planos com sucesso - yupi! -. Este deu-me mais trabalho que os outros, confesso, mas está muito mais recheado de coisas especiais. 2016, para mim, foi um ano essencialmente fotográfico. Dei muito uso à máquina xpto que recebi no Natal de 2015 e, por isso mesmo, decidi que para evocar os melhores momentos deste ano eu deveria fazê-lo através de fotos, as melhores (segundo o meu ponto de vista).

 

Janeiro

Se a primeira palavra chave deste ano foi fotografias, a segunda palavra chave foi viagens. Ou passeios. A vontade de fotografar ajudou muito. E ter a carta, e gostar de conduzir também. Logo em Janeiro comecei a laurear a pevide. O meu Janeiro deixou-me com memórias da serra da Arrábida e da Gulbenkian.

IMG_0479.JPG

IMG_0567.JPG

IMG_0660.JPG

IMG_0768.JPG

IMG_0967.JPG

IMG_1001.JPG

 

Fevereiro

O segundo mês do ano foi preenchido com recordações de Évora. No início de Fevereiro desfrutei da calmaria e beleza de uma cidade que tinha muita vontade de revisitar e fi-lo com a Smartie: sem dúvida que muitas das melhores recordações que tenho este ano são devidas a ela.

IMG_1414.JPG

IMG_1467.JPG

IMG_1777.JPG

IMG_1796.JPG

IMG_1818.JPG

IMG_1844.JPG

 

Março

Março não me trouxe viagens nem grandes passeios mas deixou-me o coração cheio com a Disney no Gelo que vi na companhia das minhas irmãs e da Smartie.

IMG_1987.JPG

IMG_2212.JPG

IMG_2253.JPG

IMG_2346.JPG

IMG_2368.JPG

IMG_2423.JPG

 

 

Abril

Lembro-me muito bem de Abril. De como a minha disposição como quem manda uma moeda ao ar e ela cai em cara ou coroa. Lembro-me dos meus nervos para com a faculdade. Não deixou de ter coisas boas. O meu ano inteiro foi assim: com alguns momentos menos bons, algumas frustrações, mas essencialmente de alegrias. Em Abril fiz uma pequena visita a Sintra que me restaurou a alma ferida pelo caos de trabalhos escolares.

IMG_2444.JPG

IMG_2571.JPG

IMG_2614.JPG

IMG_2681.JPG

IMG_2849.jpg

IMG_2879.jpg

 

Maio

Foi definitivamente o mês mais atarefado do ano! Tão cheio de diversão como de trabalho. Fui ver os Muse, fui duas vezes ao Rock in Rio - vi os Queen, meu Deus! -, passei pelo aniversário dos meus pais - expus um vídeo em que vinha a trabalhar durante meses (!) e foi, sem dúvida, algo especial - e cheguei a dar um salto ao cabo Espichel: mais um lugar que saiu da minha lista.

 

DSC04050.jpg

DSC04421.jpg

DSC04476.jpg

IMG_2947.jpg

IMG_3028.jpg

IMG_3052.jpg

 

Junho

Oficialmente o último mês académico da minha vida - finalmente! -. O mês em que entreguei o meu trabalho de final de curso, este foi aceite e obtive uma classificação bem superior ao que eu esperava. O mês em que terminei cadeiras que vinham a dar cabo da sanidade há séculos, o mês em que comemorei a minha liberdade com a feira do Livro e a passear por Lisboa.

IMG_4562.jpg

IMG_4790.jpg

IMG_4815.jpg

IMG_4963.jpg

IMG_5293.jpg

IMG_5322.jpg

 

Julho

Comecei a aproveitar as férias de Verão como achei que merecia. Se já durante o tempo em que estive ocupada com a escola eu não deixava de passear para arejar a cabeça, sem aulas eu ia fazê-lo muito mais. Fui pela primeira vez à Estufa fria de Lisboa e cheguei a ir a Monsanto, reavivar a memória de lugares que já estavam na minha mente desde pequena.

IMG_5764.jpg

IMG_6033.jpg

IMG_7009.jpg

IMG_7050.jpg

IMG_7565.jpg

IMG_7646.jpg

 

Agosto

O primeiro Agosto que eu usufruí até ao máximo dos máximos ao ponto de passar pouco tempo em casa. No início do mês fui a Tomar com a Smartie e a sua família, fui ao Meo Sudoeste pela primeira vez, vi a Sia e o Diogo Piçarra pela primeira vez, dei umas voltas por Odemira. O meu Agosto ainda foi marcado com uma ida ao Jardim Zoológico (ahh, adoro!) e ao Buddha Eden antes de ir de passar uns dias ao Algarve.

DSC05364.jpg

IMG_0851.jpg

IMG_9419.jpg

IMG_9530.jpg

IMG_9666.jpg

IMG_9911.jpg

 

~(férias)~

20160822_195829.jpg

IMG_2335.jpg

IMG_2353.jpg

IMG_3207.jpg

IMG_3349.jpg

IMG_4099.jpg

 

Setembro

Regressei do Algarve e risquei da minha lista um lugar que estava morta por visitar há muito muito tempo: Serra da Estrela. Nem acredito que 2016 tinha reservado para mim uma visita à Serra da Estrela. Gostava de ver o lugar com neve, mas essa continua a ser uma ideia a digerir depois dos penhascos e fins do mundo que vi.

IMG_4469.jpg

IMG_4647.jpg

IMG_4686.jpg

IMG_4941.jpg

IMG_5011.jpg

IMG_5046.jpg

 

Outubro

O mês do meu aniversário! O mês em que a Smartie me levou a reboque para o norte e visitámos Coimbra e Santarém. Depois de tanto tempo, voltei a visitar o Portugal dos Pequenitos e vi, pela primeira vez, a biblioteca Joanina e a Fonte das Lágrimas. Tão, tão bom! O mês em que eu soube que iria visitar o Porto e 

IMG_6027.jpg

IMG_6415.jpg

IMG_7055.jpg

IMG_7163.jpg

IMG_7261.jpg

IMG_7265.jpg

 

Novembro

O mês da super-lua e a primeira vez que fui ao Lisboa Games Week.

IMG_7434.jpg

IMG_7458.jpg

IMG_7468.jpg

IMG_7471.jpg

IMG_7475.jpg

IMG_7539.jpg

 

Dezembro

Colhi recordações fantásticas deste Dezembro. Além da Comic Con, das vistas maravilhosas do Porto, foi o mês que portou o meu último concerto do ano. Fui pela primeira vez ao Casino de Lisboa e vi pela segunda vez o Diogo Piçarra.

IMG_8143.jpg

IMG_8434.jpg

IMG_8521.jpg

IMG_8740.jpg

IMG_9133.jpg

IMG_9173.jpg

2016 trouxe muitas coisas negativas ao mundo, tirou do mesmo pessoas fantásticas cujo talento vai sem dúvida fazer falta, no entanto, ao pensar em 2016 eu acabo por não pensar no geral mas em mim. Penso no impacto que este ano teve em mim, no que me deu, no que me trouxe, e a única coisa que consigo fazer é sorrir. Passei por momentos menos bons, contudo, os bons foram tão excepcionais que superaram tudo. Guardo na minha memória muitas idas ao cinema, convívio com pessoas fantásticas, tantas viagens e passeios como não estava acostumada a fazer. Os vários destaques do Sapo por que agradeço imenso. Três novas tatuagens - mais história para o meu corpo! -, concertos que se viram tão bons e prometem ser ainda melhores para o ano - fuck: como eu nunca esperei - e ter finalizado o meu curso. Acabei o curso, porra! Só por 2016 me ter trazido isso já me faz chorar. Espero que 2017 seja tão positivo para mim como este ano foi. Tenho algumas luzinhas sobre o próximo ano: sítios onde ir, concertos a assistir, livros a devorar e filmes a não deixar de ver. Estou confiante em relação a 2017 e vou entrar neste novo ano com uma atitude positiva como eu sinto que ele merece. Um bom ano para todos, sim? E que 2017 nos surpreenda com um montão de coisas boas.

Mais sobre mim

Mensagens

E-mail