Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Nothing

"I am different ... Equal to the rest of the world."

30
Jul15

A ouvir...

71S-f-yWdRL._SL1343_.jpgUm tio meu fez anos na sexta-feira passada e a comemoração foi feita neste domingo que passou. Este ano os meus pais estavam decididos a dar-lhe uma prenda fixe e escapar da banal garrafa de vinho/uísque. Como o homem é apreciador de (determinada) música decidiram aventurar-se em CDs de música. Por um acaso, dando uma vista de olhos pela secção das bandas sonoras da Fnac, o meu pai encalhou com este CD e afirmou que era a prenda perfeita: uma caixa com seis CDs de música que se encontra nos filmes de Woody Allen. Ouvi a primeira música na Fnac e a minha inveja disparou a pique. Ainda nem acredito que fomos dar ao meu tio um pack que ficaria perfeito em minha posse. O homem nem sequer abriu o presente quando lhe foi dado e mesmo agora, dias depois, continuo sem saber se abriu, se já chegou a dar uma vista de olhos, se gostou. Enfim. Entretanto, o meu pai arranjou-me esta preciosidade em formato digital mas já percebi que a minha expectativa cresceu tanto que a cópia física é precisa. Estou no primeiro CD, faixa quatro, I'm in the Mood for Love do grande Nat King Cole e a derreter por isto ser tão tão tão bom. Perfect!

28
Jul15

Great Summer.

Verão, para mim, é sinónimo de conduzir de janelas abertas e a ouvir música a um bom volume. Viagens longas para fora da cidade, onde o verde é a cor predominante da paisagem. Nas minhas idas para a praia eu tenho-o feito. Deixo as janelas abertas, aumento o volume do rádio e lá vou eu para a Caparica, usufruindo de algo que adoro de uma estação que não me atrai para eu a considerar das minhas preferidas. A banda sonora de Cidades de Papel enquadra-se perfeitamente na pintura. Esta já me apanhou e eu já a carimbei como uma das minhas músicas de Verão. Adoro.

 

27
Jul15

Sou...

muito ligada aos filhos da minha prima. Não os vejo tantas vezes quanto isso, mas o tempo que passo com eles é maravilhoso e eu adoro fazê-los sorrir. O meu principal objectivo é dividir a atenção entre ambos; fazê-los sentir-se amados e, principalmente, felizes. Hoje estive com um deles e o tempo que passei com o rapaz foi curto mas o suficiente para eu sentir que ele precisa de atenção e de se sentir especial. E...é por isso que o quero levar ao cinema ver os Mínimos. Nunca fui ao cinema com o pequeno mas acredito que, respeitando a minha palavra - coisa que ele faz -, poderá ser uma experiência agradável que o fará sentir-se querido, que é o principal. Ando a tentar combater carências, portanto, proporcionando boas memórias, e sinto-me mesmo bem.

25
Jul15

Sou...

Aquele tipo de pessoa que quando tem um pesadelo fica a bater mal. Hoje fui presenteada com dois que me deixaram K.O, a hiperventilar e a chorar. Então... notícias sobre ataques terroristas? Estou a tirar folga. Programas sobre testemunhos verídicos de paranormal? Vou ficar longe disso por um bocado. Isto também quer dizer que o Insidious 3 também não vai ser visto tão cedo. Out de paranormal por uns tempos. Para assegurar a minha sanidade. A sério.

 

22
Jul15

Em dois dias...

As minhas férias vão sofrer um upgrade. Ou uma espécie disso.

Dentro de dois dias uma das minhas tias - que mora em Moçambique - vem passar três semanas a Portugal e traz com ela o seu filho mais novo, meu primo. Ele sempre foi um reguila de pior espécie. Exactamente aquele tipo que qualquer pessoa civilizada, passado um pouco, já não aguenta e crê que quanto mais longe estiver melhor. Contudo, crescer tem-lhe feito bem e a verdade é que ele pode mostrar a sua língua afiada para com algumas pessoas mas gosta particularmente de mim, dos meus pais e das minhas irmãs e isso faz com que consigamos dele o que nem toda a gente consegue: respeito.

Ele esteve cá no ano passado com os seus pais e vai voltar, este ano, dentro de dois dias. Há uma coisa diferente em relação aos outros anos em que eu soube que ele cá vinha: desta vez, estou entusiasmada com a sua vinda.

Em 2014 deixou-me de coração apertado por não o ter sentido completamente feliz. Às vezes a minha tia ia laurear a pevide com o marido e com amigos e o meu primo ficava confinado à casa dos meus avós (é só imaginarem uma criança, de férias, fechada em casa sem nada para fazer; um socorro). Este ano há a particularidade de eu já ter carta de condução. Já estive a pensar em diferentes lugares para o levar e...ele tem à volta de 13 anos e acredito que nunca foi ao Zoológico de Lisboa. Esse será, sem dúvida, um sítio a ir. As crianças adoram aquilo, não? De qualquer forma, mal posso esperar para que ele venha. Quero, sem dúvida alguma, deixá-lo com boas recordações de Portugal; recordações ligadas não só ao convívio com a família. E pelos vistos a ânsia é mútua. De tanto lhe dizerem que as primas andam a fazer planos para ele não ficar fechado em casa dos avós, afirma-se que ele andava a contar os dias deste o mês passado e, recentemente, ele mesmo disse que está tão contente que quando chegar a Portugal vai beijar o chão. Tenho receio que ele o faça realmente... Mas isso é bom! Prevejo dias bons com os mais novos da família. Really.

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Mensagens

E-mail