Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Miss Nothing

"I am different ... Equal to the rest of the world."

04
Out15

Mutações.

Há uns tempos, a balança do meu avô disse que eu era pré-obesa. O assunto passou-me ao lado porque a verdade é que eu não tinha nem tenho a idade e estatura que tinha no secundário e, besides, acredito que ela está desequilibrada. Eu cresci um pedacinho - acho -, além de ter envelhecido - coisa inevitável -, no entanto, sempre fui o tipo de pessoa que se acha rechonchuda mesmo quando lhe dizem o contrário - nenhum distúrbio por estes lados, calma -.

A última vez que me pesei estava calçada e tinha acabado de comer num dia de festividades e eu sei que isso deturpa o valor que a balança dita... Mas também chegou para eu me pôr a pensar em mim.

Dei por mim, nesta última semana, a acordar em ir com a minha irmã praticar exercício, coisa que não me vejo a fazer a sério desde o final do secundário. O meu objectivo não é ficar uma top-model mas fazer a balança morder a língua na questão de eu ser uma pré-obesa. Não gosto nada-nada de corridas mas gosto de caminhadas. Não me importo de andar e se for para sítios em que até me posso pôr a tirar fotografias: melhor. E caminhar também é uma forma de exercício! Sábado fui para um parque com as minhas irmãs. Ainda me quis obrigar a correr mas não consegui: a imagem de gorduras extras a abanarem por tudo o que é sítio, em câmera lenta, é o suficiente para eu desistir. Maaaaaassssss: para quem não fazia nada do estilo há, tipo, mil anos, limpei o pó aos meus músculos com pouco mais de uma hora com vários tipos de exercícios. Hoje? Estou dorida, como esperava, em vários pontos. Foi o dia de anos do meu avô, com a família reunida, e os meus músculos das pernas rangeram os dentes cada vez que a filha da minha prima se punha aos pulos e em pé em cima deles - masoquismo? perhaps - . Não me proponho a fazer do exercício físico um culto a seguir religiosamente, todos os dias. Mas uma vez ou outra - com uma certa regularidade - não parece mau. E nem sou pessoa de enfardar, vejam bem. O importante é estar activa e levar esta baleia mutante à extinção.

Vou levar aquela estúpida balança a lavar a boca com pimenta! (ou não).

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Mensagens

E-mail